Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Destaques do Samba

Clube do Samba – Uma História de Amor

Publicado em 02 de março de 2010

João NogueiraNo final da década de 70, quando o Samba começou a ser abafado pelo mercado fonográfico e pela mídia cada vez mais controlada pelo jabá, João Nogueira fundou em 5 de maio de 1979, o Clube do Samba. Os bailes lotavam toda sexta feira, primeiro na sede do Flamengo no Morro da Viúva, depois na Barra da Tijuca. Era freqüentado por uma turma da pesada, Beth Carvalho, Paulinho da Viola, Martinho da Vila, Clara Nunes, Roberto Ribeiro, Zé Ketti e Nei Lopes. Cuidando do som havia uma orquestra de samba só com monstros liderada por Wilson das Neves. Deste clube, João era o presidente.

A idealização do Clube do Samba (que era na verdade um bloco) partiu de João Nogueira e Antonio Carlos Austregésilo de Athayde, diplomata que acabara de se licenciar do Itamaraty para seguir uma nova carreira em publicidade, na Agência MPM. Foram dois encontros de João e Athayde na casa do próprio João que deu origem à matéria escrita por Athayde e publicada no “Caderno B” do Jornal do Brasil em janeiro de 1979, esta sob o título “João Nogueira conclama para a resistência CLUBE DO SAMBA COMEÇA A SE REUNIR DEPOIS DO CARNAVAL”. Logo depois, João Nogueira e Paulo César Pinheiro compuseram o samba “Clube do Samba”, do qual destacamos os seguintes versos: “É por isso que eu vivo no Clube do Samba, essa gente bamba que eu me amarro de montão”. A gente bamba as quais os compositores se referem era integrada por Clara Nunes, Alcione, Beth Carvalho, Roberto Ribeiro, Martinho da Vila, Padeirinho, Nelson Cavaquinho, Monarco, Babaú da Mangueira, Dona Yvone Lara, Chico Buarque, Elizeth Cardoso, Paulinho da Vila, Cartola, entre tantas outras legítimas e expressivas figuras da música brasileira e freqüentadores do clube.

Após seu falecimento, a família e amigos resolveram não deixar a bola parar. O Bloco do Clube do Samba ensaia na Fundição Progresso, na Lapa, Centro do Rio de Janeiro. Em seus ensaios, sempre conta com a participação especial de convidados, como Mart’nália, Toco da Mocidade, Walter Alfaiate, Eliane Faria, Zé Renato, Noca da Portela, Nei Lopes, Nelson Sargento e as Velhas-Guardas do Império Serrano, Portela e Mangueira, entre muitos outros convidados, acertados pela diretoria do bloco, composta por Ângela Nogueira (viúva de João Nogueira), Lygia Santos (filha do compositor Donga), Didu Nogueira (sobrinho de João Nogueira), Ana Simas e a jornalista Bafinha.

É por isso que eu vivo no Clube do Samba. Essa gente bamba eu me amarro de montão“ (João Nogueira)





VOLTAR


Este artigo recebeu 1 comentário


Faça um comentário

Campos com (*) são obrigatórios

Seus dados
Comentário

Copyright © 2010 - quintaldosamba.com - todos os direitos reservados