Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Notícias

Bateria da Tradição aposta na cadência para desfile com enredo reeditado

Publicado em 09 de janeiro de 2013

Por Rafael Arantes

Rio –   A noite da última terça-feira foi marcada por mais uma etapa de preparação para os integrantes da Tradição. Em ensaio realizado na Marquês de Sapucaí, a agremiação do Campinho reuniu alguns de seus segmentos para desfilar na Passarela do Samba em mais uma atividade em prol do carnaval 2013.
Com cerca de cem ritmistas, a bateria de mestre Leo foi o grande destaque da noite, que também contou com o ensaio de casais de mestre-sala e porta-bandeira, comissões de frente e alas coreografadas de outras agremiações. Embalados pelo canto do carro de som oficial e dos integrantes da escola, os ritmistas da azul e branco mostraram firmeza durante sua apresentação.
Ritmo da época?
A cadência da bateria  firmou a ideia de reedição da escola, que levará para a Avenida o enredo da Portela de 1981. O andamento mais lento era uma marca das baterias de antigamente, e nada mais justo que levar para a Passarela do Samba um pouco do ideal trabalhado na época original do enredo. A bateria Explosão de Elite deve se apresentar no desfile oficial com o andamento de 142 bpm.
Na parte das paradinhas, mestre Leo não deixou de lado as características mais atuais, e terá um cartel com cerca de quatro convenções. Em certo momento do samba, o famoso ‘afoxé’ deve ser realizado de duas maneiras distintas. Enquanto o primeiro apresentará as características mais tradicionais, a segunda versão, além de possuir moldes diferenciados, também contará com uma coreografia dos ritmistas.
Integração dos instrumentos
Um dos detalhes notados durante a apresentação da bateria Explosão de Elite foi durante o refrão intermediário do samba. Na segunda passada do verso, os surdos de terceira e os tamborins realizam um jogo rítmico, onde os desenhos das marcações e dos tamborins se intercalam durante alguns instantes. Segundo um dos diretores de mestre Leo, a jogada é uma das apostas da bateria.
“É uma ideia nossa utilizar este artifício. Queremos apostar na cadência e na linha melódica do samba, e com isso preparamos estes desenhos intercalados, que acabam gerando um pequeno xote”, declarou o diretor de tamborim da escola.
Rostos conhecidos na equipe
Outro fato que foi notado na bateria de mestre Leo foi a aposta em alguns diretores já conhecidos no mundo do Samba. Mauricio, do tamborim, Portuga e Dinamite, que comandam o ‘peso’ da bateria, já trabalharam juntos em outras ocasiões. O trio de diretores fizeram parte da equipe de mestre Ivo na União de Jacarepaguá, entre os anos de 2003 a 2007.
Grandes personalidades que também marcaram presença no ensaio da Explosão de Elite foram os mestres Marcão, do Salgueiro, e Lolo, da União do Parque Curicica. Ambos estiveram presentes tocando caixa e repique, respectivamente.
A Tradição será a terceira escola a desfilar no sábado de carnaval, segundo dia de desfiles da Série Ouro. Os demais ensaios da agremiação acontecem toda quinta-feira, na quadra da escola, e aos domingos, na Intendente Magalhães.

VOLTAR

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar!


Faça um comentário

Campos com (*) são obrigatórios

Seus dados
Comentário

Copyright © 2010 - quintaldosamba.com - todos os direitos reservados