Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Notícias

Cacique de Ramos – Berço de Bambas

Publicado em 05 de outubro de 2010

A nova sede do bloco Cacique de Ramos que foi inaugurada no dia 27/09, será um centro cultural e a quadra recebeu uma cobertura. O investimento, segundo a Prefeitura, foi de mais de R$ 1 milhão, e vai beneficiar os alunos da Escola Municipal Clóvis Beviláqua, vizinha da agremiação, que utilizarão a quadra durante a semana para a prática de esportes.


Quadra Cacique de Ramos - Fotos:JMateus


A equipe do QUINTALDOSAMBA.COM compareceu a este grandioso evento que contou com grandes personalidades do cenário musical como Arlindo Cruz, o grupo Bom Gosto, ritmistas da bateria da Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense, o produtor Rildo Hora, entre outros.

Bira Presidente, integrante do grupo Fundo de Quintal e diretor da agremiação, disse que a reestruturação da sede foi um sonho de muitos anos.
O Cacique de Ramos é um tradicional bloco do subúrbio do Rio fundado em 1961. Entre seus componentes estão Zeca Pagodinho, Almir Guineto, Jorge Aragão, Arlindo Cruz e Sombrinha. A sede do Cacique foi tombada pela Prefeitura em 14 de dezembro de 2009.



Velha Guarda Imperatriz


Cacique de Ramos (1)

Encontro de famílias, o Cacique se torna ele mesmo, uma “grande família” — uma enorme e eficaz rede de relações de troca e de ajuda mútua que veio, ano a ano, se concentrando em torno do núcleo inicial que funda o Bloco. A todo o momento, podemos nos deparar com antigos e novos participantes que afirmam com insistência: “Mas o Cacique é a minha família!”.



Maria Helena - Eterna porta-bandeira da escola de Ramos


Agremiação carnavalesca, reduto de criação musical, exemplo de organização popular, centro de festas e de afirmação de tradições de várias ordens, importante elo com o mercado de trabalho do músico profissional, o Cacique de Ramos — um dos mais tradicionais blocos de carnaval da cidade — tematiza a figura do índio (no seu nome, nas suas idéias e nas fantasias e alegorias utilizadas no desfile durante o carnaval) e afirma o samba enquanto elemento de identidade. Referindo-se ao crescimento rápido e avassalador que o Cacique obteve, seu Presidente (Bira) coloca a seguinte questão: “Você já viu índio catequizar? Pois o Cacique catequizou…”.


Zé Maria e Nilson


Atualmente, a dinâmica do Cacique de Ramos se configura da seguinte maneira: de um lado, temos o bloco que desfila durante os três dias de carnaval com grande número de foliões, sendo o desfile precedido de ensaios da bateria, da venda de fantasias e de uma rápida mobilização da diretoria tendo em vista o preparo de carros alegóricos e de toda uma infraestrutura exigida pelo carnaval; de outro, temos o espaço da quadra, sede da agremiação e local de encontro de seus membros permanentes e de sua população flutuante e de realização de festas, de jogos de futebol e, principalmente, de pagodes — reunião de sambistas para fazer samba — que vão se espalhar por todos os subúrbios cariocas durante os anos 80 (chegando até a “zona sul”) e que vão ter, na quadra do Cacique, um dos epicentros do que acabou sendo qualificado como o “movimento de pagode” com forte presença na imprensa, na indústria fonográfica e nas rádios.


Produtor Rildo Hora

Produtor Rildo Hora


Além disso, o Cacique tem hoje o grupo musical Fundo de Quintal, cujo sucesso se traduz nos seus shows concorridíssimos, no enorme número de discos gravados e vendidos, na presença constante em programas musicais nas televisões, bem como nas “tournées” internacionais, sobretudo no Japão, onde o grupo tem vários discos laser gravados e para onde é convidado anualmente.

(1) Trecho do texto publicado por Carlos Alberto Messeder Pereira
VEJA A GALERIA DE FOTOS

VOLTAR


Este artigo recebeu 1 comentário

  • Excelente cobertura deste que para o mundo do samba se torna um marco em toda a história popular.
    Salve Cacique, Salve Fundo de Quintal, Salve Quintal do Samba, Parabéns a todos….

    “Toda vez que escuto Samba, lembro dos antigos bambas, toda vez que penso em samba, lembro cacique, toda vez que lembro….lembro Cacique….”

    Axé


Faça um comentário

Campos com (*) são obrigatórios

Seus dados
Comentário

Copyright © 2010 - quintaldosamba.com - todos os direitos reservados