Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Notícias

Classificação com festa e feijoada na África

Publicado em 29 de junho de 2010

Renato Alves

Cidade do Cabo – O mais tupiniquim bar da Cidade do Cabo – talvez até mesmo da África do Sul – foi tomado por brasileiros na noite de ontem (hora local) durante o jogo entre as seleções canarinho e chilena. Bem alimentados por uma legítima feijoada, pastel e churrasquinho, mineiros e cariocas fizeram festa no Quilombo Brasil, o boteco localizado num dos points da boemia da Cidade do Cabo e mantido por um sul-africano casado com uma morena paulista.


Samba rola até de madrugada


Com a vitória por 3 x 0, o samba e o forró rolaram soltos até o começo da madrugada. “O jogo de hoje foi até sem graça, de tão fácil. Espero mais aperto contra a Holanda”, comentou a mineira Bárbara Houri, 22 anos. Ela deixou o curso de publicidade e propaganda na Fumec, em Belo Horizonte, para morar e estudar inglês na África do Sul. Assim como o também mineiro Bruno Costa Bicalho, 20, aluno de engenharia elétrica na PUC-MG.
Bárbara, Bruno e outros quatro estudantes mineiros têm curtido a Copa do Mundo juntos, viajando para ver algumas partidas nos estádios da África do Sul. Sem ingresso para Brasil x Chile ontem, preferiram um local fechado, por causa do frio intenso da Cidade do Cabo. “Com esse frio, o Quilombo é o melhor lugar, pois aqui comemos e bebemos com mais conforto”, ressaltou Bruno.
Os mineiros, além do amigo suíço Remo Helbling, 25 foram ao boteco, que levou os pais e o irmão mais velho, todos torcedores do Brasil. Além de uma camisa da nossa seleção, Remo ainda carregava uma bandeira do Atlético-MG. “Aprendi a gostar do Brasil com esses meninos”, explicou o garoto, enquanto o pai e o irmão descobriam o sabor de uma feijoada.
Além do trio de suíços, os brasileiros tiveram a companhia de torcedores de outras nacionalidades, mais interessados na festa, comida e bebida do nosso país. Eram sul-africanos, norte-americanos e até um argentino, alvo principal das gozações ao final da partida.


Torcedores antes da partida Brasil x Chile


Reajuste no preço
» Enfeitado por camisetas dos principais times e painéis dos mais belos cenários brasileiros, o Quilombo Brasil vive o mesmo fenômeno de todos os bares, restaurantes e hotéis da Cidade do Cabo. No período de Copa, o boteco reajustou seus preços, mas nada que assusta quem ganha em real, visto que um rand (moeda local) equivale a R$ 0,25.
O que o Quilombo tem?
» O Quilombo Brasil oferece feijoada, churrasquinho, cerveja gelada, guaraná, samba e forró. As rodas de samba são comandadas por outro mineiro, José Ricardo Dupin de Paula, 21 anos. Estudante de engenharia da PUC-MG, ele também trocou Belo Horizonte pela Cidade do Cabo temporariamente para se dedicar ao inglês. E ainda ganha “uns trocados” animando e servindo os clientes no Quilombo Brasil. “Esperamos que no próximo jogo (Brasil x Holanda) isso aqui esteja ainda mais cheio”, afirmou, mesmo com o bar já lotado. Com a pátria, mas sem se esquecer do clube.

VOLTAR

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar!


Faça um comentário

Campos com (*) são obrigatórios

Seus dados
Comentário

Copyright © 2010 - quintaldosamba.com - todos os direitos reservados