Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Notícias

D2 celebra a música de Bezerra da Silva

Publicado em 23 de setembro de 2010

Marcelo D2 é um dos mais famosos rappers do país, mas há tempos gosta mesmo é de samba. Não escondia isso e agora escancara a preferência atual pelo gênero com um CD em que homenageia Bezerra da Silva, um dos maiores sambistas da música nacional, morto em 2005.

Com 14 faixas e produção de Leandro Sapucahy, D2 tentou montar um repertório que Bezerra ouvisse e gostasse. Marcelo e o partideiro se conheceram em 1994, quando o primeiro ainda estava no Planet Hemp, e fizeram uma turnê juntos, quatro anos depois.
Sonoridade
Sapucahy e D2 investem em uma sonoridade à moda antiga, no bom sentido. Os vocais de apoio são o ponto forte dessa investida.
Para o bem da proposta de fazer um tributo, D2 soa mais sério, menos “malandro”, sem que isso prejudique o humor de canções como “A Semente” e “Minha Sogra Parece Sapatão”.
Tal seriedade, no entanto, não supera o resultado que o Barão Vermelho obteve quando adaptou “Malandragem Dá um Tempo” para o rock. Na versão com D2, o hit, ainda que mais próximo do conceito sonoro original, surge perdido entre outras canções em que o cantor parece imprimir maior empenho, como “Meu Bom Juiz” e “Bicho Feroz”.
Questões sociais
Bezerra da Silva, pernambucano que foi morar no Rio de Janeiro quando ainda era jovem, cantava o cotidiano e os problemas sociais nas favelas do Rio, quase sempre com humor, como em “Pega Eu”, que está no CD.
Ouça a versão de D2 para “Bicho Feroz”:
Get the Flash Player to see the wordTube Media Player.

VOLTAR

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar!


Faça um comentário

Campos com (*) são obrigatórios

Seus dados
Comentário

Copyright © 2010 - quintaldosamba.com - todos os direitos reservados