Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Notícias

“Deixar a Mangueira foi uma decisão muito triste”, confessa Raphael

Publicado em 30 de março de 2013

Por Patrícia Raposo

Divulgar oficialmente sua saída da Estação Primeira de Mangueira não foi uma tarefa das mais fáceis para o mestre-sala Raphael Rodrigues. Em conversa com o SRZD-Carnaval, ele contou que passa por momentos de tristeza após a decisão, e ainda comentou sobre o fim da parceria com a porta-bandeira Marcella Alves, agora no Acadêmicos do Salgueiro.
“Vivi 4 anos muito intensos na Estação Primeira de Mangueira e sair de lá foi uma decisão muito difícil. Não vejo isso como um fim, mas como um ciclo que, no momento, se encerrou”, enfatizou.
“O fim da parceria com a Marcella foi muito difícil, tivemos uma conversa que também foi muito triste, e ela seguiu outro caminho”, completou.
Sobre a possibilidade de fazer dupla com uma nova porta-bandeira e defender o pavilhão de outra agremiação, Raphael revelou.
“Até o momento são só especulações. Nenhuma escola me procurou oficialmente e não tenho nada confirmado. Estou deixando acontecer naturalmente, sem criar expectativas ou me preocupar”, contou.”Estou focado em novos projetos, cuidando da minha vida pessoal e não parei para pensar em uma nova parceira de dança”, completou.
Separado da nação verde e rosa por acasos da vida, Raphael deixou seu recado para os mangueirenses.
“A nação mangueirense me conquistou de uma forma que nem sei explicar. Quero deixar meu carinho para todos e dizer que não os abandonei. Infelizmente tive que seguir minha vida e isso foi apenas um até breve”, finalizou.
Neste Carnaval, Raphael conquistou todas as notas máximas no quesito “Mestre-Sala e Porta-Bandeira”, ao lado de Marcella Alves.

VOLTAR

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar!


Faça um comentário

Campos com (*) são obrigatórios

Seus dados
Comentário

Copyright © 2010 - quintaldosamba.com - todos os direitos reservados