Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Notícias

Diretor dos passistas vai interpretar Madame Satã no desfile do Salgueiro

Publicado em 03 de março de 2011

FABÍOLA ORTIZ

Os passos já estão sincronizados, as alas bem distribuídas e a saudação em frente aos julgadores já ensaiada para não fazer feio na avenida. Tudo tem que estar afinado. Não é só a beleza e a grandiosidade que contam para a escola de samba ser eleita a campeã do Carnaval carioca, mas também a animação e a desenvoltura dos componentes da escola.

Carlinhos Coreógrafo, diretor dos passistas do Salgueiro, é destaque por dar o brilho aos componentes na Sapucaí.  O dançarino de 37 anos, há 20 no grêmio recreativo, vai interpretar a personagem Madame Satã no desfile que vai levar obras do cinema para a Marques de Sapucaí. Neste ano, ele foi o responsável por coreografar a primeira ala que entra na avenida atrás do carro abre-alas, assim como a ala Maculelê de malandros que vai acompanhar a Madame Satã que irá encarnar.
“O carnavalesco Renato Lage me deu esse presente. Estudei a história da Madame Satã, fiz aulas de capoeira, mudei a minha alimentação, pesquisei muito. Estou encantado com a história, eu me identifico muito com ele, esse jeito forte de ser e sensível que Madame Satã tinha”, contou o dançarino.

Carlinhos Coreógrafo, que vai interpretar Madame Satã no desfile do Salgueiro, ensaia na Sapucaí

Carlinhos mantém em sigilo os detalhes da sua fantasia. “Não posso falar, mas a gente vai retratar bem o filme para ficar marcante lembrando o cinema”, destacou. Ele vai sair à frente da ala Maculelê que será integrada por cerca de 80 dançarinos fantasiados de malandros. Na reta final para o desfile, a agitação e o estresse são grandes, afirma. “Eu não estou conseguindo nem dormir direito”.
Ser passista também não é fácil. A disciplina de ensaios é rigorosa, contou Mayombe Masai, de 20 anos e há quatro como passista. “ O Carlinhos é rigoroso, não pode faltar aos ensaios, mas ele é muito responsável e amigo. Estou no Salgueiro por causa do Carlinhos. A sintonia toda é o Carlinhos que proporciona”. Mayombe é um dos 50 passistas do Salgueiro. Ele diz que já está tudo pronto. “O Salgueiro vem no desfile das campeãs. O samba está inteligente e está crescendo muito”, apostou.
“Cada um de nós representa um astro. O enredo este ano está muito bom e o samba então já pegou na ponta da língua de todo mundo. Este ano, todos estão mais confiantes e o pessoal mais unidos”, contou a porta-bandeira Gleice Simpatia que faz par com o mestre-sala Sidclei.

Há 19 anos de porta-bandeira, Gleice diz que na reta final o casal está apenas lapidando os movimentos da coreografia. A ordem é manter segredo e não falar das surpresas que o casal mestre-sala e porta-bandeira estão preparando. “A escola está preparada, tem novidades e vai ser um sucesso”, destacou.


VOLTAR

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar!


Faça um comentário

Campos com (*) são obrigatórios

Seus dados
Comentário

Copyright © 2010 - quintaldosamba.com - todos os direitos reservados