Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Notícias

Incêndio atinge a Cidade do Samba no Rio

Publicado em 07 de fevereiro de 2011

RIO – A quase um mês do carnaval, um incêndio de grandes proporções atinge a Cidade do Samba, na Gamboa, na manhã desta segunda-feira. Os galpões da Portela, União da Ilha, Grande Rio e o da Liesa, que é uma espécie de museu do carnaval, estão atingidos pelas chamas. Os bombeiros dizem que o fogo está fora de controle.

Segundo vigilantes do prédio, pelo menos 60 pessoas estavam no local. Ainda não se sabe se há vítimas. A grande quantidade de material inflamável fez com que as chamas se espalhassem ainda mais rapidamente.
Por causa da enorme coluna de fumaça, que ultrapassa 500 metros de altura e pode ser vista até mesmo de Niterói, o trajeto dos aviões que seguem para o Aeroporto Santos Dumont sofre um desvio. O aeroporto, no entanto, opera normalmente. Os motoristas também já sentem os efeitos do incêndio. Deve-se evitar o Elevado da Perimetral. Por conta da curiosidade de quem passa pela via, o trânsito é lento no local.



Grande cortina de fumaça cobre o céu do Rio nesta segunda-feira (7)



Parte do telhado e da parede do barracão da Grande Rio já cedeu. Toda a área do entorno foi interditada, e bombeiros e ambulâncias chegam a todo momento. Segundo informações iniciais, seis carros e 90% das fantasias da escola foram destruídos.
Ainda não se sabe o que causou o incêndio e onde ele teria começado. De acordo funcionários da Portela, o fogo teve início entre 7h e 7h30m no barracão da União da Ilha. Já funcionários da Ilha dizem que o fogo começou no primeiro barracão do quarto andar, que é o da Liesa. Ainda de acordo com eles, as labaredas desceram por um buraco, por onde passam as esculturas, e atingiu o carro da escola batizado de Aranha. No quarto, andar funcionam as costuras e as fantasias.



As pessoas no ônibus se assustaram com a fumaça na Cidade do Samba



Um grupo de aderecistas que dormia no barracão da Portela conta que desceu as escadas correndo. No quarto andar, onde fica a escola, há fantasias da bateria, do segundo casal de mestre sala e porta-bandeira, além das baianas. Alguns funcionários das escolas já choram pela perda do material. Muitas pessoas reclamam do sistema de incêndio do local, que não funcionou.



Bombeiros chegam ao barracão da escola de samba Grande Rio.



A União da Ilha mudou de barracão este ano. A escola ocupava o barracão em que está a São Clemente, mas optou por mudar para o que estava a Viradouro, que foi rebaixada. O novo barracão teria uma infraestrutura melhor. Em 1999, a um mês do carnaval, a União da Ilha também foi atingida por um incêndio. A escola conseguiu reconstruir o enredo “Barbosa Lima, 102 anos do sobrinho do Brasil”, e desfilar. Naquele ano, a agremiação terminou em décimo lugar.
‘Agora seja o que Papai do Céu quiser’, diz presidente da União da Ilha
Em entrevista, por telefone, ao telejornal “Bom Dia Brasil, da TV Globo, o presidente da escola de samba União da Ilha, Ney Filardes, informou que havia pessoas trabalhando no barracão da agremiação, na Cidade do Samba. O espaço é um dos quatro atingidos pelas chamas – além dele, estão pegando fogo os barracões da Portela, da Grande Rio e da Liesa.
– Havia funcionários. Temos também um a brigada de incêndio. Agora, seja o que Papai do Céu quiser. Não vamos perder nunca a nossa alegria – disse Ney, chorando.



VOLTAR

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar!


Faça um comentário

Campos com (*) são obrigatórios

Seus dados
Comentário

Copyright © 2010 - quintaldosamba.com - todos os direitos reservados