Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Notícias

Inimigos do Batente divulgam roda de samba na internet

Publicado em 17 de dezembro de 2010

Surgido das mesas de bares paulistanos no final dos anos 1990, o Inimigos do Batente tem a informalidade, o improviso, a veneração pelas coisas do samba e a alegria de celebrá-lo em cada roda como características mais marcantes.

Há dez anos ininterruptamente à frente de uma roda de samba semanal, o grupo recebeu a visita de importantes nomes do samba brasileiro como Germano Mathias, Jair do Cavaquinho, Wilson Moreira, Monarco, Beth Carvalho, Nei Lopes, Jorge Simas, Tia Surica, Toniquinho Batuqueiro, Moacyr Luz, Dorina, Wanderley Monteiro, Dona Inah, Fabiana Cozza, Bandeira Brasil, Diogo Nogueira, Noca da Portela, Tantinho, Gisa Nogueira, Osvaldinho da Cuíca, Carlão do Peruche, Delcio Carvalho, Luiz Grande, entre tantos outros.
Uma reunião de compositores do Rio de Janeiro e de São Paulo foi a tônica do repertório apresentado pelos Inimigos do Batente no programa Estúdio ShowLivre, no último dia 7. Comemorando dez anos de carreira e realizando rodas de samba semanais ininterruptas, o grupo fez  uma retrospectiva do repertório do período e homenageou o sambista veterano Noca da Portela. O compositor e autor de 300 composições participou do programa.
As faixas apresentadas ao vivo no programa Estúdio Show Livre – e disponíveis no youtube – vão dos clássicos A Razão Dá-se a Quem Tem, de Noel Rosa e Ismael Silva, até Inimigo do Batente, de Germano Augusto e Wilson Batista. Passam pelo partido alto de Luiz Grande (Maria Rita e Amor de Dois Anos) e a passional Pedaço de Ilusão (Jorge Aragão, Jotabê e Sombrinha), este um dos sambas mais populares da roda dos Inimigos.
O samba de São Paulo mereceu um bloco especial homenageando Henricão e Toniquinho Batuqueiro com Ora, Bravo e Ditado Antigo, além do mestre Hélio Sindô, em parceria com J.Sacomani, no samba E você não dizia nada.
“Não há uma pesquisa no Inimigos, nós cantamos o que gostamos. Eu sempre ouvi compositores como Noel Rosa, Orlando Silva, Silvio Caldas e autores como Aldir Blanc, Moacyr Luz, Wilson Moreira e Nei Lopes enquanto a Railídia traz o repertório dela dos batuques de São Paulo, do Pará e dos sambas brejeiros e sincopados”, conta Fernando Szegeri, cantor do grupo.
Samba e prosa na Web
Os Inimigos do Batente realizam atualmente duas rodas de samba: no bar Ó do Borogodó, na Vila Madalena, aos sábados, e no Bom Retiro, no tradicional clube de várzea Anhanguera. Essa última roda é realizada, de forma independente, há três anos, sempre às últimas sextas-feiras do mês recebendo um sambista do Rio de Janeiro ou de São Paulo para um bate-papo com samba, claro.
Para 2011 os encontros musicais do Anhanguera terão uma versão para a internet. A partir desse material em áudio e vídeo serão produzidos DVDs com os programas. “O grupo tem um papel de movimentador cultural quando realiza esse tipo de projeto. O Anhanguera é um ponto de encontro do samba em São Paulo e uma celebração da cultura brasileira. A internet vai potencializar isso”, disse Railídia, cantora do Inimigos.
Veja abaixo vídeo do grupo de samba Inimigos do Batente com Noca da Portela:


VOLTAR

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar!


Faça um comentário

Campos com (*) são obrigatórios

Seus dados
Comentário

Copyright © 2010 - quintaldosamba.com - todos os direitos reservados