Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Notícias

Mangueira: Justiça nomeia presidente para a comissão eleitoral

Publicado em 29 de julho de 2012

Por Adriana Cruz e Raphael Azevedo

Rio -  O ‘bumbo’ da Justiça já ditou como vai ser o novo enredo da eleição para a diretoria da Estação Primeira de Mangueira daqui a no máximo 90 dias. O juiz da 36ª Vara Cível, Rossidelio Lopes da Fonte, nomeou ontem o advogado Fernando Leite como presidente da comissão eleitoral. O atual comandante da agremiação e candidato à reeleição, Ivo Meirelles, tem até dez dias para informar ao judiciário a listagem de todos os associados aptos a votar.

Para impedir que a eleição da Verde e Rosa atropele o samba e pare novamente na delegacia, cada passo da organização será informado ao juiz. “Vou convocar um representante das três chapas que estavam inscritas para compor a comissão. A eleição será realizada em, no mínimo, 45 dias, e máximo de 90”, garantiu Leite, especialista em direito criminal e eleitoral há 24 anos.

Ivo Meirelles tem até dez dias para informar ao judiciário listagem de associados da escola aptos a votar

Na Justiça, o quesito a ser perseguido agora é a transparência. “Parece que a comissão eleitoral inicial foi severa demais com duas chapas e branda com a da situação. Não foi de encontro aos interesses dos associados ao deixar de aplicar a isenção necessária”, escreveu o juiz.
O magistrado enfatizou que a Mangueira não pode ficar ‘acéfala’. “A atual diretoria responde por todos os atos até a eleição e quem vencer poderá, se quiser, auditar as contas para ver se houve qualquer irregularidade nos contratos”, frisou o juiz em outro trecho.
Meirelles e os concorrentes Percival Pires e Raymundo de Castro não foram localizados para comentar a nova disputa. Percival levou o caso à Justiça. Ano que vem, a escola homenageará a Cuiabá, no Mato Grosso, com o enredo: Cuiabá, um paraíso no centro da América.

Escolha acabou na delegacia
Em março, a história da tradicional escola de samba Mangueira, de bambas como Cartola e Nelson Sargento, ganhou capítulo obscuro e foi parar na 17ª DP (São Cristovão). Na ocasião, o presidente Ivo Meirelles denunciou à polícia que traficantes de drogas queriam impedir a eleição marcada para abril.
Mas a história de ‘golpe de estado’ dos traficantes começou a dar outro samba nas investigações. Pelo menos um dos depoimentos na delegacia colocou sob suspeita a lisura do pleito em 2009, quando Meirelles foi eleito. O caso ainda não foi concluído.

Confira a decisão na íntegra:
“Ocorreu um sério erro de procedimento da Comissão Eleitoral instituída para levar adiante as eleições no Grêmio Recreativo Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira, notadamente porque a única chapa aprovada pela Comissão Eleitoral chamada de ´ Mangueira Acima de Tudo´ também não cumpriu com o determinado no Art. 61, § 3.º do estatuto que exigia na ficha de qualificação de todos os candidatos a obrigação de conter o número da matrícula e a data de admissão no quadro social da ré. A Comissão eleitoral optou por considerar como válido o requerimento de registro da chapa ´ Mangueira Acima de Tudo´ quando, na realidade, esta chapa cometeu o mesmo equívoco das demais. Não se concebe que a exigência feita às outras duas chapas também não tenha sido feita à Chapa da situação. Com este equívoco no procedimento, o processo de eleições livres e democráticas fica prejudicado visto que nenhuma das chapas conseguiu qualificar corretamente seus candidatos. Tal se deu por falta de transparência em todo o processo. Parece que a Comissão Eleitoral inicial foi severa demais com duas chapas e branda com a chapa da situação e não atingiu aos interesses dos associados ao deixar de aplicar a isenção necessária”.


VOLTAR


Este artigo recebeu 1 comentário

  • Aldo L. Costa disse:

    Ivo se acha o melhor para a Mangueira ou a Mangueira o melhor para ele que é um “artista” sem expressão. O Rei Sol deve cair! Assim poderemos Eu e muitos que gostamos daquela escola voltar a frequentar aquele lugar tão fascinante. O mesmo bem que poderia acontecer na minha Portela, que não frequento desde que um Urubu Rei pousou por lá! Viva o Império Serrano, mas Átila vê se não se transforma em um Bárbaro (abaixo as áreas “VIP’s” dentro do Império). Abraços!


Faça um comentário

Campos com (*) são obrigatórios

Seus dados
Comentário

Copyright © 2010 - quintaldosamba.com - todos os direitos reservados