Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Notícias

Mestre Gilmar explica como são criadas as bossas da Sinfônica do Samba

Publicado em 17 de fevereiro de 2011

Em seu segundo ano comandando a bateria do Império Serrano, Mestre Gilmar falou sobre o que a Sinfônica do Samba trará de novidades para o Carnaval 2011. O bom desempenho de seus ritmistas no ensaio técnico do início de fevereiro, já é um prenúncio do que uma das baterias mais aguardadas do Carnaval proporcionará ao público presente ao Sambódromo no sábado de folia.

Ciente da responsabilidade que carrega, Gilmar divide os louros do bom trabalho com a sua diretoria e demonstra humildade ao comentar a sensação de comandar a Sinfônica do Samba. Ele explica também o processo de criação das longas e impactantes bossas que a bateria do Império Serrano costuma levar para a Sapucaí:

- Todo ano, quando a bateria do Império Serrano chega à Sapucaí, todos esperam o que vamos trazer de novidade. Na realidade, eu estou como mestre de bateria do Império, mas tenho uma equipe maravilhosa: Douglas, Jefinho, Renan, Tiago, Eliezer, Caçula, Bethoven, Silvio, Fágner meu diretor de Agogô, me desculpa se eu esqueci de alguém, mas essas bossas começam a ser pensadas antes da escolha do samba. Apesar disso, nós gostamos de fazer bossas que encaixem no samba, não fazemos o contrário. Tentamos mostrar um pouco de cada naipe em algumas bossas e em outras fazemos coreografias. Tem também as que usamos para não deixar o andamento cair muito. Quando está acelerado, nós não fazemos bossas. Buscamos sempre o equilíbrio.
Sabedor das dificuldades financeiras que a escola da Serrinha vem passando, mestre Gilmar tranquiliza os imperianos de fé e revela estar mais concentrado com a volta da escola ao Grupo Especial do que com as propostas de outras agremiações. Gilmar também cita mestre Átila, com quem trabalhou durante alguns anos na direção de bateria do Império Serrano:

- Eu sou um privilegiado de estar à frente de uma das melhores baterias do Carnaval. O Átila saiu e fez nome dele. Sinceramente, eu estou muito bem no Império Serrano. Sei que a escola atravessa um momento difícil. O Átila também passou por isso aqui, mas não tenho o que falar do Império. Financeiramente, eu e meus diretores não recebemos o salário que esperávamos, mas é preciso ter amor pela escola. Comecei no Império Serrano com 11 anos e hoje tenho 33. Acho que tenho muito que mostrar para o Império e para o mundo do samba. Estou satisfeito no Império Serrano.
A Sinfônica do Samba do Império Serrano poderá ser ouvida e admirada no sábado de Carnaval, quando a verde e branco da Serrinha será a nona escola a entrar na Marquês de Sapucaí pelo Grupo de Acesso A. A bateria da agremiação venceu o prêmio Estrela do Carnaval de 2009, como a melhor do Grupo Especial.


VOLTAR

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar!


Faça um comentário

Campos com (*) são obrigatórios

Seus dados
Comentário

Copyright © 2010 - quintaldosamba.com - todos os direitos reservados