Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Notícias

Palavrões no lugar dos sambas em CD das escolas

Publicado em 23 de janeiro de 2013

Por Vania Cunha

Rio –  O Carnaval foi, ao longo de décadas, associado à festa movida pelos ‘prazeres da carne’. E quem não conhece a folia carioca, ou não entende absolutamente nenhuma palavra cantada pelos intérpretes, poderia realmente acreditar na máxima ao ouvir o CD Sambas Enredo 2013 pelo computador. No programa de áudio mais utilizado por internautas, o Windows Media Player, a lista das músicas que aparece como sendo a dos sambas das agremiações do Grupo Especial é, na verdade, uma relação de frases e expressões de cunho sexual, todas em inglês.
O Dia testou quatro CDs originais — dois comprados em lojas, um recebido diretamente da gravadora, e outro que um turista ganhou como brinde ao comprar pacote de viagem para passar o Carnaval no Rio. Em todos, a confusão se repete: as músicas tocam normalmente, mas as legendas não remetem aos sambas, só a expressões que envolvem sexo e ‘zoação’. Além do equívoco, há um ícone para comprar o disco que aparece na imagem, da banda ‘Simpler Machine’, que não é o das agremiações cariocas.
“Tomei um susto. Depois de reunião com funcionários da empresa e investidores, coloquei o CD no laptop para animar o coquetel servido. Todos começaram a rir quando viram a lista de músicas no telão, acharam que era brincadeira. Fiquei tão constrangida que saí da sala”, contou a corretora de imóveis Deusa Brito, 50 anos. “Não sei qual foi o problema, mas é um absurdo. Imagina a imagem que passa para os turistas lá fora?”.
O diretor artístico do álbum, Zacarias Siqueira de Oliveira, informou que o material bruto da gravação foi entregue diretamente à gravadora que fabricou os discos. “Pedimos que eles verificassem o que houve para tomarmos medidas cabíveis”.
Neguinho da Beija-Flor demonstra revolta: ‘Maldade’
Ícone do Carnaval carioca, o cantor e compositor Neguinho da Beija-Flor disse que ficou revoltado quando soube da confusão na identificação dos sambas. O intérprete oficial da Azul e Branca de Nilópolis acha que o caso pode até ir parar na Justiça.
“Quem está fazendo essa maldade? É um verdadeiro absurdo. A gravadora deveria descobrir quem fez isso e processar. As duas coisas que o Brasil mais ama são samba e futebol, e isso desmoraliza o que temos de mais bonito, o maior espetáculo do planeta, que é o nosso Carnaval”, criticou.
A Universal Music, que produziu o CD, informou através de nota que não foi responsável pelos ‘erros de identificação do software’. E emitiu uma explicação:
“As listas de títulos que aparecem em programas de computadores não têm relação com as informações enviadas para a fábrica pela gravadora. Estes programas leem os códigos ISRC gravados nos discos e buscam em provedores particulares informações sobre lista de títulos e capa de discos em suas respectivas bases de dados… A Universal Music não envia qualquer informação para estes agentes, que trabalham de forma independente”, diz o texto.
A lista que aparece no programa de computador no lugar dos nomes das escolas de samba, parece ter saído do CD ‘2013’, de uma banda de heavy metal chamada ‘Simpler Machine’.

VOLTAR

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar!


Faça um comentário

Campos com (*) são obrigatórios

Seus dados
Comentário

Copyright © 2010 - quintaldosamba.com - todos os direitos reservados