Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Notícias

Portela terá dificuldade para conseguir patrocínio de Florianópolis

Publicado em 15 de junho de 2010

A Portela pode decepcionar parte de seus torcedores ao abrir mão de enredo sobre sua própria história em 2011; mas aqueles que, mirando em gordo patrocínio para a escola, pensam ser positiva sua substituição por enredo em homenagem à Florianópolis precisam informar-se bem sobre as possibilidades concretas de recursos serem injetados na Portela. É muito difícil que esse dinheiro venha dos cofres públicos municipais: o prefeito de Florianópolis, Dário Berger, corre risco de ser cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e está com parte de seus bens bloqueados pela Justiça.

Enredo quase foi para a Beija-Flor
Não é a primeira vez que uma escola de samba do Grupo Especial viaja a Florianópolis com o pires na mão. Laíla e outros integrantes da Beija-Flor estiveram na cidade ano passado e quase fecharam acordo com Dário Berger; mas pressões de setores ligados à área cultural impediram sua concretização, e a escola acabou recebendo apoio do Governo do Distrito Federal para desfilar homenageando o cinqüentenário de Brasília. Depois do carnaval, eles retornaram à Capital de Santa Catarina – e novamente não se chegou a consenso. Além de pressões contrárias, o alto valor pedido pela escola de Nilópolis – R$ 4 milhões –  foi considerado um entrave.
Uma fonte ouvida por O Dia disse que as negociações entre a prefeitura e a Portela estão sendo feitas sigilosamente; e que, se concretizadas, haverá mais resistência do que quando a Beija-Flor pleiteou o patrocínio, uma vez que Dário Berger é um político impopular e está envolvido em escândalo político e econômico.
O apoio da iniciativa privada poderia ser um caminho para a Portela – mas, segundo outra fonte de Florianópolis, o empresariado local não tem  tradição de investir em carnaval. Tanto é assim que as escolas de samba de Florianópolis dependem de recursos públicos para desfilar. As agremiações solicitaram ao prefeito aumento no valor do repasse de R$ 400 mil para R$ 600mil. Mas ele só garantiu aumento de R$20 mil, um valor irrisório.
Patrocínio comprometido
Em fins de maio, a Justiça determinou a indisponibilidade de seus bens e dos bens de dois secretários municipais em até 2,5 milhões por irregularidade na contratação do tenor Italiano Andréa Bocelli para o show de réveillon. O juiz Luiz Fornerolli, da Unidade da Fazenda Pública da Capital, constatou em sua sentença que Andrea Bocelli foi contratado por R$ 3 milhões – mas as despesas divulgadas somam no máximo R$ 400 mil, sendo 200 mil dólares para a apresentação do tenor e mais R$ 20 mil para confecção do palco.
Antes do show de Bocelli, porém, os festejos de Natal da Prefeitura também foram marcados por polêmicas: a administração municipal contratou uma empresa para montar uma árvore de Natal pelo valor de R$ 3,7 milhões.
Como se não bastasse o escândalo econômico, com implicações para sua administração e para sua popularidade, Dário Berger enfrenta processo de cassação de seu mandato no TSE por outro motivo: é acusado de descumprir a Constituição Federal por reeleger-se três vezes consecutivas.
Ele está no quarto mandato consecutivo como prefeito — dois pela cidade de São José, na Região Metropolitana da capital, dois por Florianópolis. Essa prática é conhecida como “prefeito itinerante”, pelo qual o político, depois de reeleger-se num município, troca de domicílio eleitoral para concorrer ao mesmo cargo em outra cidade. O procurador-geral eleitoral, Roberto Gurgel Santos, deu parecer favorável à cassação, e o julgamento no TSE deve acontecer ainda este ano.
Assim como a Beija-Flor, em 2010, entrou na Avenida Marquês de Sapucaí com o governador José Roberto Arruda na cadeia e sem receber o valor de patrocínio acordado, a Portela, caso realmente fale de Florianópolis, pode ver-se em situação parecida, com o prefeito cassado – e com o pires na mão, vazio. Ou parcialmente cheio. Sempre uma ótima desculpa para justificar desfiles ruins.

VOLTAR

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar!


Faça um comentário

Campos com (*) são obrigatórios

Seus dados
Comentário

Copyright © 2010 - quintaldosamba.com - todos os direitos reservados