Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Notícias

Portela terá Zé Pilintra interpretado por ator evangélico

Publicado em 22 de janeiro de 2013

Redação SRZD

Há muito que o carnaval deixou de ser a “festa da carne” e passou a ser a “festa da diversidade”. Num caso que vem se repetindo há alguns anos, os evangélicos têm se multiplicado no meio do samba.
Mas nenhuma novidade poderia ser mais surpreendente do que a que será apresentada pela Portela. Selecionado e dirigido pelo coordenador de passistas da escola, Valci Pelé, o ator e dançarino Vinícius Villiger interpretará o personagem Zé Pilintra, entidade lembrada pelo enredo da escola por ser padroeiro do Mercadão de Madureira.
“Sou evangélico, frequento minha igreja, tenho minha fé. Mas não vou confundir as coisas. Li a pesquisa feita pelo Valci sobre o tema. Quero fazer um trabalho de composição de personagem. Para mim, é um desafio artístico como qualquer outro!” explica o jovem Vinícius, que também é professor de dança de salão. Além da Portela, ele será um dos integrantes da comissão de frente da Inocentes de Belfort Roxo.
A apresentação de Vinícius promete uma surpresa especial, dentro da ala onde outros 100 malandros, todos coreografados e dirigidos por Valci, constituirão a Ala do Zé Pelintra.
“O grupo tem ensaiado desde agosto, na quadra e na avenida. Após nos debruçarmos em estudos específicos e uma série de pesquisas, fizemos uma preparação que envolve performance, laboratórios de dança do samba, percepção motora e equilíbrio. Convidei o Vinícius para interpretar o personagem porque precisava de alguém técnico para esse trabalho” – explica Valci.
Reconhecendo o desafio de representar um personagem de destaque no desfile de uma escola de samba do porte da Portela, Vinícius tem se empenhado para honrar a preferência e dar conta do desafio. E diz estar preparado para rebater as críticas dos religiosos que vierem a condenar a sua participação:
“É meu trabalho. Não tem conotação religiosa pra mim. Não muda o que eu creio. Estou preocupado com o desafio, não com essa discussão” – minimiza a questão.
Como diria Candeia e como diriam os pastores evangélicos… “na paz do Senhor”!

VOLTAR

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar!


Faça um comentário

Campos com (*) são obrigatórios

Seus dados
Comentário

Copyright © 2010 - quintaldosamba.com - todos os direitos reservados