Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Notícias

RJ: fiéis de São Jorge lotam igrejas e celebram pela cidade

Publicado em 24 de abril de 2011

Um dos santos mais populares do Rio de Janeiro, São Jorge foi homenageado ontem em toda a cidade. Um exército de fiéis, trajando a ‘armadura’ vermelha e branca, lotou ruas e igrejas para demonstrar sua devoção. Nem mesmo o feriado prolongado da Semana Santa – o que impediu a realização de missas de hora em hora, como acontece normalmente – afastou a ‘tropa’ das celebrações. Em Quintino, Zona Norte do Rio, cerca de 60 mil pessoas passaram ontem pela igreja para celebrar a data.

O Dia de São Jorge coincidiu este ano com o Sábado de Aleluia. Tradicionalmente, a Igreja Católica não realiza missas na véspera da Páscoa. Por isso, manifestações públicas só puderam acontecer após a Vigília Pascoal, encerrada ontem, às 17h30.
Ainda de madrugada a Igreja de São Jorge, na Praça da República, lotou. Mesmo sem a tradicional alvorada, transferida para as 5h de hoje, fiéis foram ao local agradecer graças alcançadas, renovar pedidos e participar de celebrações.

Para o delegado da Polícia Civil Renato Vieira, 54 anos, visitar a igreja faz parte de uma tradição de família. “Há 28 anos venho aqui com a minha mulher. Depois trouxe meus três filhos e, agora, arrasto a família toda”, disse ele, em companhia de 15 parentes.
Geórgia Mantovani, 42 anos, traz no nome a adoração. “Nasci no dia dele e, desde que me conheço por gente, venho aqui. Não vai ser um sábado de aleluia que mudará meu comportamento, por maior que seja o respeito que eu tenha com a morte de Jesus”, afirmou.

Na Paróquia de São Jorge, em Quintino, outra devota do Santo Guerreiro comemorou aniversário. A aposentada Vera Lúcia de Oliveira, 66 anos, conta que desde a infância abre mão de bolo e festa para se dedicar ao santo. “Fico o dia todo, e só vou embora depois da procissão”, contou ela, moradora da Favela Nova Brasília.

Quem também compareceu foi a chefe de Polícia Civil, delegada Martha Rocha, e a porta-bandeira da Beija-Flor, Selminha Sorriso, acompanhada do filho Igor Rocha, 10 anos. Elas assistiram à celebração em cima do altar, ao lado do padre Marcelino Modelski.

Em Quintino, aproximadamente 3,5 mil devotos saíram em procissão até a Igreja Matriz de São Jorge. A caminhada começou às 17h30 e durou uma hora e meia. No percurso, muitas rezas, velas e imagens do Santo Guerreiro foram colocadas nas portas das casas. Três paradas para salva de fogos causaram grande comoção entre os fiéis.

Em Padre Miguel, na Zona Oeste, a celebração começou com queima de fogos, corrida e feijoada para 2 mil pessoas. Uma missa foi realizada às 18h. A programação se encerrou com shows de Almir Guineto, Leandro Sapucahy e dos grupos Samba Pra Gente e Sereno.
Em Santa Cruz os festejos tiveram início com a tradicional cavalgada e acabaram com uma apresentação do grupo Samba Pra Gente.


VOLTAR

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar!


Faça um comentário

Campos com (*) são obrigatórios

Seus dados
Comentário

Copyright © 2010 - quintaldosamba.com - todos os direitos reservados