Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Notícias

Samba do Salgueiro sobre Rio no cinema leva o ‘Oscar’

Publicado em 13 de dezembro de 2010

POR CELSO OLIVEIRA
Rio – E o Oscar vai para… Acadêmicos do Salgueiro! O samba da escola tijucana, que em 2011 defenderá o enredo ‘Salgueiro apresenta: o Rio no cinema’, foi eleito o melhor do Grupo Especial por júri reunido pela equipe do jornal O DIA. A composição da Beija-Flor ficou em 2º lugar por um décimo. A agremiação de Nilópolis vai homenagear o cantor Roberto Carlos e tem um estreante na Avenida entre os autores: Jr. Beija-Flor, filho do intérprete Neguinho.

“O samba do Salgueiro descreve bem um dos melhores enredos para 2011 e traz imagens bonitas. Os dois refrões, excelentes, não fazem referência ao nome da escola, sopro de criatividade num formato que dá sinais de cansaço”, avalia o jornalista Bruno Filippo, colunista de O Dia na Folia, que deu nota 10.

Tabela com as notas dos jurados | Arte: O DIA

O pesquisador Luis Carlos Magalhães também aprovou o hino salgueirense: “É de longe a melhor melodia. Só isso já coloca o samba entre os melhores”. A música do Salgueiro somou 59,3. Pela terceira vez, Dudu Botelho venceu a disputa de samba-enredo na escola, mas garante que o desfile será como uma estreia.

“É sempre uma emoção diferente na Avenida, como se fosse a primeira vez”, diz o sambista, que assina a composição com Miudinho, Anderson Benson e Luiz Pião. Quem estreia de verdade como autor na Sapucaí e se emocionou com o segundo lugar de seu samba foi Jr. Beija-Flor, 28. ‘A simplicidade de um Rei’, feito por oito compositores, ficou com 59,2 e foi elogiado pelo intérprete Paulinho Mocidade, que está na agremiação Embaixadores do Ritmo de Porto Alegre (RS): “A escola apostou num samba leve sem deixar a riqueza melódica e lírica de lado”.

O compositor Jorginho do Império concorda: “É um belo samba e mostra que a direção de Carnaval quer um desfile diferente”. Jr. Beija-Flor cita uma das preocupações dos autores. “Tentamos fazer o samba como a escola queria, mais leve e com melodia mais fácil, mas sem perder a poesia”, observou ele, que participa das disputas na quadra há 11 anos.

O samba da Mangueira, sobre o compositor Nelson Cavaquinho, ficou em 3º. “Tem refrão valente com a cara da verde e rosa”, assinala a cantora Leci Brandão. Vila Isabel, que falará de cabelo, ficou em 4º, seguida da atual campeã do Carnaval, Unidos da Tijuca, com o enredo ‘Esta noite levarei sua alma’. “A Tijuca fez uma linda obra, com ótimo miolo e refrão”, analisa o cantor Marquinho Sathan. O 6º colocado foi o hino da União da Ilha, que em 2011 levará ao Sambódromo a Teoria da Evolução das Espécies do cientista Charles Darwin.

Da esquerda à direita, Dudu Botelho, Miudinho, Anderson Benson e Luiz Pião na quadra da Vermelha e Branca: 1º lugar emocionou compositores | Foto: Fernando Souza / Agência O Dia

Sem nenhum 10, Portela fica em último

Com extensa lista de sambas antológicos, a supercampeã Portela decepcionou. O hino do enredo ‘Rio, azul da cor do mar’, apesar de agradar à maioria dos jurados, foi o único a só receber notas abaixo de 10 e, na contagem geral, amargou o último lugar.

“A escola vem trazendo sambas com outra roupagem melódica que proporcionam desfiles comuns”, observa Jorginho do Império. A Grande Rio, que exaltará Florianópolis, ficou em 11º lugar. Completam a tabela a Mocidade (10º), com a história da agricultura; Imperatriz (9º), falando da Medicina; São Clemente (8º), que cantará as belezas do Rio; e Porto da Pedra (7º), sobre a escritora Maria Clara Machado.

Ouça o samba do Salgueiro para o Carnaval 2011

Get the Flash Player to see the wordTube Media Player.

VOLTAR

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar!


Faça um comentário

Campos com (*) são obrigatórios

Seus dados
Comentário

Copyright © 2010 - quintaldosamba.com - todos os direitos reservados