Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Notícias

Sambódromo vai ao chão

Publicado em 21 de abril de 2011

POR THIAGO FERES
Rio – Funcionários da prefeitura iniciaram ontem demolição do módulo de camarotes com três andares no Setor 2 da Marquês de Sapucaí. Conforme projeto inicial do arquiteto Oscar Niemeyer, a Passarela do Samba terá arquibancadas dos dois lados. As adaptações visam os Jogos Olímpicos de 2016 e a Copa do Mundo de 2014.

A obra aumentará a capacidade da Avenida de 60.000 para 67.688 pessoas. A chegada da maratona e as provas de tiro e arco das Olimpíadas serão realizadas lá. Segundo o secretário de Turismo, Antônio Pedro Figueira de Mello, a reforma está orçada em R$ 30 milhões e será financiada pela Ambev. A nova Sapucaí deverá estar pronta em 18 de dezembro. “Este é um prazo de conforto para tudo ser finalizado. Temos compromisso com o Carnaval 2012 e não haverá atrasos”.

Demolição iniciada ontem será seguida por construção de mais arquibancadas, conforme projeto original | Foto: Alexandre Vieira / Agência O Dia

Para permitir a construção de quatro novos blocos de arquibancadas — cada um com capacidade para 2.800 pessoas — e quatro blocos intermediários, similares aos existentes do outro lado, a antiga fábrica da Brahma será demolida. A implosão deve ocorrer em junho. “Estamos retirando instalações de água, luz, gás, além de peças”, disse Antônio Pedro. Ainda no local da antiga fábrica, poderão ser construídos hotéis e salas comerciais. Em troca, a Ambev fará a exploração comercial da Avenida e terá camarotes fixos.

Liesa já teme pelos ensaios técnicos

Com os desfiles do Carnaval 2012 programados para os dias 19 e 20 de fevereiro, a Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) começa a pensar como realizará os ensaios técnicos das agremiações dos grupos Especial e de Acesso A, normalmente iniciados em dezembro.

“Esse será um tema importante na próxima plenária. É possível que falte tempo. Com isso, cada escola do Grupo Especial poderia fazer menos de dois ensaios técnicos, o que poderia comprometer as apresentações. Vamos estudar”, disse o presidente, Jorge Castanheira.


VOLTAR

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar!


Faça um comentário

Campos com (*) são obrigatórios

Seus dados
Comentário

Copyright © 2010 - quintaldosamba.com - todos os direitos reservados