Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Notícias

Triste com crise no Império, Arlindo Cruz diz que junta deve comandar escola

Publicado em 17 de junho de 2010

POR RAPHAEL AZEVEDO

Rio – Vencedor de oito sambas no Império Serrano, Arlindo Cruz é um dos torcedores mais ilustres da escola. E diante da crise política que vive a agremiação, o cantor diz que o momento é “complicado” e pede urgência na solucão do impasse que se instalou após a renúncia do presidente Humberto Carneiro.
“Vejo a situação do Império com apreensão. Os componentes têm que estar juntos nessa hora porque só com união é que vamos conseguir resolver os problemas. Não é hora de divisão. Temos que correr para escolher o enredo e tocar o carnaval. Acho que um triunvirato deve comandar a escola até o ano que vem. Depois disso é que deve acontecer a eleição”, analisa.
Ciente de seu papel dentro da verde e branco, Arlindo revela que não está apoiando nenhum candidato a presidente e diz que não tem vontade de ser dirigente. “Ajuda a escola divulgando o nome do Império nos meus shows e levando meus amigos para os eventos e para os shows em benefício do Império. Não tenho vontade de ser presidente e nem diretor”, opina. Até o momento, dois candidatos já anunciaram suas candidaturas: Helton Dias e Vera Lúcia.
Dívidas passam de R$ 1 milhão
Sem presidente desde a renúncia de Humberto Carneiro em maio, a escola corre para não afundar mais. Pelo estatuto, o conselho deliberativo teria 30 dias, contados a partir da saída de Humberto para convocar uma nova eleição. A definição, no entanto, ainda não foi feita porque o conselho exige que as contas da gestão passada sejam aprovadas antes. Atualmente, a escola encontra-se sem carnavalesco, sem coreógrafo e sem intérprete. As dívidas já passam de R$ 1 milhão.

VOLTAR

Comentários encerrados.


Copyright © 2010 - quintaldosamba.com - todos os direitos reservados